Ciclo Cafezais

Ministério da Cultura, Fiat Industrial e CNH Latin América apresentam:

Dos Cafezais Nasce um Novo Brasil
 

Lançado em São Paulo, este é o segundo volume da série sobre a economia brasileira e, nesta edição, é contada a história do café brasileiro. Na primeira metade do século XIX, o Brasil conviveria com um dos mais duradouros e significativos ciclos econômicos de sua história: o do café. As plantações, então existentes no Pará e no Maranhão, migraram para os grandes cafezais do Rio de Janeiro, chegando em seguida a São Paulo e, finalmente, ao Vale do Paraíba, iniciando, em 1825, um novo ciclo econômico no país. Este período coincide com a substituição da mão-de-obra escrava pela de imigrantes, atraídos por políticas governamentais. Os italianos foram os primeiros a trabalhar nos cafezais, seguidos pelos portugueses, espanhóis e japoneses. A cafeicultura foi fundamental também para o surgimento de agrupamentos urbanos na região Sudeste, onde se criou um complexo sistema de ferrovias e rodovias para o transporte do grão. No final do século XIX, 70% do café mundial era de origem brasileira.

 

Patrocínio CNH Latin America Ltda

IMG_9162

paineis

IMG_9656